Bangu vacila e Madureira arranca empate nos acréscimos



Madureira e Bangu foram a campo neste sábado, 26, necessitando da vitória para seguir na luta por uma eventual classificação às semifinais, em Conselheiro Galvão. O Alvirrubro mostrou que seria um visitante indigesto ao abrir 2 a 0 logo no início, mas o Tricolor Suburbano reagiu no final e conseguiu o empate com gols aos 48 minutos.

Desta forma, ambos somaram o primeiro ponto e permanecem nas duas últimas colocações da Taça Guanabara. Na próxima quarta-feira, 30, o Bangu recebe o Fluminense no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, às 19h30. Quatro horas antes, o Madureira vai até Saquarema, na Região dos Lagos, encarar o Boavista no Estádio Eucyr Rezende.

Almir marca duas vezes no início

O Bangu começou a partida pressionando e partindo para cima do Madureira, que não tinha tempo e espaço para armar um revide. Encurralando o Tricolor Suburbano, o Castor abriu o placar aos 11 minutos, quando Igor Goulart desarmou o goleiro Rafael e tocou de calcanhar para Almir. Livre, o meia não perdoou e empurrou para a rede.

Se o placar já era favorável, ele melhorou aos 14 minutos. Willian Amendoim avançou pela direita e achou Magnum na entrada da área, que tocou para Almir. No melhor estilo centroavante, o camisa 10 entrou na área e mandou de bico para vencer o arqueiro rival e estampar no placar: 2 a 0 Bangu.

Após o tempo técnico, o Madureira se reorganizou dentro de campo. A equipe tinha em Formiga, lateral-direito, a sua principal válvula de escape para o ataque. Aos 32, em cruzamento, o goleiro Célio Gabriel cortou de soco e a bola caiu nos pés de Bruno, na entrada da área. O camisa 9 bateu colocado, o arqueiro banguense estava caído, levantou-se e voou para fazer uma linda defesa e assegurar a vantagem no primeiro tempo.

Leandro Chaves ‘organiza’ o Madureira e consegue empate

Com a entrada de Leandro Chaves no início do segundo tempo, o Madureira ganhou mais qualidade no meio-campo. Com isso, o Tricolor Suburbano começara a ganhar campo e pressionar o Bangu, que ficava na bronca com a atuação da arbitragem. Aos 13, Geovane Maranhão cruzou pela direita e Leandro Chaves cabeceou para a boa defesa de Célio Gabriel.

Pressionando o Alvirrubro de todas as formas possíveis, o Madura descontou aos 38 minutos. Aliás, em grande estilo. Arthur Faria avançou pela direita, foi ao fundo e cruzou para área, onde Geovane Maranhão tentou emendar bicicleta e não conseguiu; Leandro Chaves estava esperto, foi ágil e mandou voleio no ângulo esquerdo de Célio Gabriel.

Enquanto o Bangu e sua torcida ficavam na apreensão do apito final, quem queria jogo era o Madureira. No último minuto, Everton alçou bola na grande área para Leandro Chaves. O camisa 19 matou no peito e, no meio de três, bateu no cantinho esquerdo para delírio dos presentes na arquibancada social do Estádio Aniceto Moscoso: 2 a 2, resultado final.

Fonte e Foto: Emerson Pereira (Super Gol)


SINTONIZE AS

NOSSAS RÁDIOS

NO AR | Web Rádio Jovem Carioca