Duque de Caxias e Campos ficam no empate em partida eletrizante



Em duelo pela sétima rodada da Taça Corcovado, na tarde deste sábado (04/06), o Campos Atlético Associação foi à baixada Fluminense jogar diante do Duque de Caxias em um confronto direto na briga pela classificação. Em um jogo movimentado, o Roxinho ficou à frente do placar por duas vezes, mas tomou o empate no fim. Na próxima rodada, o time de Rafael Soriano tenta a sonhada classificação para as semifinais diante do seu torcedor, na quarta-feira (08/06) contra o Nova Iguaçu.

O JOGO:

Foi só a bola rolar que o Campos foi para cima com Miguel pela direita, o meia que voltou ao time nesta rodada puxou o primeiro ataque do Roxinho, mas em seguida os donos da casa foram para cima com uma falta ao seu favor, jogando direto nas mãos do goleiro Bambu.

O defensor do Campos bem na jogada novamente, só viu a bola passar próxima ao gol, com um bom chute do atacante Foca, que assustou o time de Campos.

Os donos da casa seguiam pressionando, precisando da vitória e sempre pelo lado esquerdo, levando perigo ao Roxinho. A resposta do time de Campos veio com Gilmax que foi para o ataque, com uma boa triangulação entre Vinicinho e Miguel.

A equipe de Campos tinha mais posse de bola e segurava o meio de campo. Mais uma vez, Bambu defensor do Campos tirou uma bola na área que levava perigo ao time de comando por Rafael Soriano.

Após a parada técnica, o Roxinho seguia pressionando pelo lado direto. De tanto insistir, Miguel ia entrando na área, mas foi parado pela falta e Washington foi para a cobrança, mais a zaga do Duque tirou a bola em cima da linha, que seria o primeiro gol da partida, com um chute do atacante Paquetá.

O Duque de Caxias respondeu com Caça Rato pela direita, mas sem sucesso. Em seguida, Miguel ia bagunçando a zaga do time da baixada, até ser parado com falta. Novamente na cobrança, o camisa 10 do Campos jogou a bola na área, assustando os donos da casa.

O Campos continuava nas bolas aereas, em boa triangulação dos atacantes e mais chances no jogo, o Roxinho ia buscando espaços para abrir o marcador. O Duque de Caxias trocava passes, buscando uma alternativa para surpreender o time de Campos, mas a zaga da equipe do Roxinho ia respondendo bem.

Melhor no jogo, o Campos foi premiado, aos 44 minutos em um contra ataque mortal, Miguel ficou cara a cara com o defensor do Duque de Caxias e tocou de primeira, com um belo gol, abrindo o marcador para o Campos, 1 a 0 para o Roxinho. Na sequência, o árbitro Alexandre Vargas encerrou a primeira etapa.

Pênalti, empates, virada e gol relâmpago:

Na volta da etapa final, o Campos seguia pressionando, buscando ampliar o marcador e sempre com seus atacantes se movimentando bem. O Roxinho ia bem na partida, até que saiu um pênalti claro para o Duque de Caxias. O zagueiro Leandro do Roxinho derrubou Igor na área e juiz assinalou a penalidade para os donos da casa. Erick Foca foi para cobrança e não desperdiçou, bola para um lado, goleiro Bambu para o outro, empatando a partida para o time da Baixada Fluminense,1 a 1.

Em seguida, o Duque nem teve tempo para comemorar. Em mais um contra ataque, na saia de bola, Gilmax acionou Washington, que tocou para Paquetá que não perdoou, chutou no canto do goleiro Bernardo, 2 a 1 para o Campos.

Podendo ampliar a partida, em nova triangulação, Paquetá mais uma vez driblou o goleiro adversário e chutou para fora, desperdiçando a grande oportunidade. A resposta do Duque de Caxias assustou muito, com uma bola na trave, o defensor Bambu só ficou olhando e torcendo para que ela não entrasse. Em seguida, o árbitro assinalou a parada técnica.

Na volta, o Campos retornou ligado, após Caça Rato perder a bola próximo a área e Miguel chutou por cobertura, tentando encobrir o goleiro adversário, mas sem sucesso.

Sem pressa, por estar vencendo o jogo, o Campos foi novamente para cima e Paquetá mais uma vez, tentou de cabeça, mas a zaga do Duque ia passando sufoco. Os donos da casa não se entregavam, tentando o empate, no campo de ataque com Caça Rato que sempre levava perigo a zaga do time de Campos.

Buscando o empate, o Duque de Caxias não desistiu. Igor Claudiano foi mais esperto que a zaga do time do Campos e empatou a partida, novamente. 2 a 2.

Tomando o empate no fim, o Campos volta a jogar na próxima quarta-feira (08/06) diante do Nova Iguaçu, para carimbar a classificação para as semifinais diante do seu torcedor, no Ângelo de Carvalho, às 15h.

Já o Duque de Caxias enfrenta o Angra dos Reis, no Jair Toscano, no mesmo dia e horário.

FICHA TÉCNICA:

Duque de Caxias 2 x 2 Campos - Taça Corcovado, 7ª rodada - 04/06/2016. Às 15h

Estádio de Los Larios (Duque de Caxias-RJ)

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus

Assistentes: Carine Belmont Nascimento de Moraes e Rachel de Mattos Bento

Duque de Caxias: Bernardo; Dudu, Thiago Eleutério, Alex Lopes e Wesley (Maicon); Cayo, Gean Miller, Igor Claudiano e Dhiego Lomba; Flávio Caça Rato e Erick Foca (Rau) Técnico: Cássio Barros

Campos: Bambu; Vinicinho, Leandro, Cleiton e Jadinho; Sanderson, Junior Pagode, Gilmax e Washington (DG); Vinícius Paquetá e Miguel (Maranhão) Técnico: Rafael Soriano

Cartão Amarelo: Jean Miller (DUQ) Caio (DUQ) Thiago Eleutério (DUQ); Leandro (CAM) Miguel (CAM)

Gol: Miguel (CAM) – (44’/1°) Erick Foca (5’/2°) Vinicius Paquetá (6’/2°) Igor Claudiano (45’/2°)

Fonte: Ururau

Foto: FFERJ

#DuquedeCaxias #Campos #2016 #CampeonatoCarioca2016 #Cariocão #SérieB

SINTONIZE AS

NOSSAS RÁDIOS

NO AR | Web Rádio Jovem Carioca