O Goytão da massa é campeão da Série B1



Com transmissão da Web Rádio Jovem Carioca, na tarde deste sábado (30), Goytacaz e América disputaram a partida de volta da final da Série B1, no Estádio Ary de Oliveira e Souza. Com a vantagem conquistada pelo placar mínimo no jogo de ida, bastou o empate em um gol para tornar o time campista bicampeão da segunda divisão estadual, competição ganha pela primeira vez em 1982.

O JOGO

O Goytacaz veio a campo praticamente com a mesma equipe que venceu o jogo de ida, tendo o retorno do capitão Édson. O América possuía dois desfalques na defesa. Além do arqueiro Felipe, que nem atuou na primeira partida, o Mecão ainda teve o desfalque do zagueiro Raphael Azevedo.

Embalado pela fanática torcida, que lotou o Aryzão, o Goytacaz começou com tudo e antes do primeiro minuto levou perigo. Luan arriscou e Thadeu defendeu. Aos dois, Luan foi derrubado por Marlon na entrada da área. Falta perigosa batida por Jefinho, que acabou encontrando a barreira. Aos seis, pela direita, sem querer tabelou com a defesa do América e bateu à direita do arqueiro visitante.

Após a pressão inicial, o América controlou as ações e foi premiado com o gol. Pela direita, Léo Rocha rolou no centro para Anderson Künzel, que chutou fraco de fora da área. Mas, a bola desviou no montinho artilheiro e encobriu o goleiro Paulo Henrique, fazendo o gol que daria o título ao clube de Campos Sales.

Depois do tempo técnico, o América retornou melhor e se aproveitou do nervosismo dos atletas do Goytacaz para quase marcar o segundo. Aos 29, Léo Rocha cobrou falta por cima do travessão. Aos 30, mais uma vez Léo Rocha. O camisa 10 recebeu passe de Robinho e mandou de primeira para a defesa segura do arqueiro campista. Aos 32, Léo Rocha devolveu a gentileza, mas Robinho não chegou à tempo para aproveitar o lançamento.

O Goytacaz voltou a assustar somente aos 34. Pela esquerda, Robinho centrou e a zaga afastou de qualquer maneira. Aos 35, a chance do empate. João Vitor recebeu de Gabriel Galhardo, driblou Douglas e foi derrubado. Pênalti bem marcado e desperdiçado. Gabriel Galhardo bateu no canto direito e Thadeu pulou no canto para defender. No rebote, outro milagre do arqueiro do Mecão ao defender chute de Luan. E o castigo só não foi completo por pouco. Pela esquerda, Allan Barreto recebeu virada de bola e tocou por cima da meta de Paulo Henrique, quase marcando um golaço.

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro, com o Goytão na pressão. Aos três, Leandro Cruz lançou Tenente pela direita, mas o lateral cruzou nas mãos do goleiro. Aos 11, mais uma vez Tenente foi acionado na área, mas foi desarmado pela defesa do América. Aos 13, João Vitor recebeu pela direita e bateu firme e cruzado. Ligado no lance, Thadeu se esticou para defender e colocar pela linha de fundo. De tanto insistir, saiu o gol do título. Aos 14, Rodriguinho foi calçado por Marlon na entrada da área. Leandro Cruz cobrou na trave e Gabriel Galhardo cabeceou. Thadeu operou outro milagre, mas não conseguiu impedir que, no rebote, Gabriel Galhardo se redimisse e fizesse explodir o Aryzão de alegria. Aos 17, o América voltou para o jogo. Allan Barreto recebeu passe açucarado de Léo Rocha, ficou cara-crachá com Paulo Henrique, que operou seu milagre também.

Após a parada técnica, de forma desordenada, o América partiu para o abafa, mas foi o Goytacaz que quase fez o vira. Aos 23, João Vitor chutou rasteiro de fora da área e Thadeu defendeu em dois tempos. Aos 32, Almir cobrou falta com maestria para outra sensacional defesa de Thadeu. A bola ainda caprichosamente beliscou a trave antes de ir para fora. Aos 37, o América pediu pênalti em cima de Philip, mas o árbitro Marcelo Henrique, seguro na partida mandou o jogo seguir. Aos 42, o Goytão voltou. Pela esquerda, Luan rabiscou a zaga do América e chutou no alto bem próximo do travessão. Aos 46, o herói da classificação, Lukinha quase conferiu o seu. Pela direita, fez jogada individual, chutou de esquerda e Thadeu só torceu para não entrar. Aos 49, Luan completou para o gol após o árbitro ter paralisado o lance e levou o segundo cartão amarelo, sendo expulso da partida. O Goytacaz ficou com um a menos e segurou as pontas para deixar o caneco em Campos, onde a festa não terá hora para acabar.

FICHA TÉCNICA

GOYTACAZ 1X1 AMÉRICA

Local: Estádio Ary de Oliveira e Souza, em Campos dos Goytacazes

Data/Horário: 30/09/2017 – 15h

Árbitro Marcelo de Lima Henrique.

Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço Massarra dos Santos.

Goytacaz: Paulo Henrique; Tenente, Cleiton, Edson (Lucas Tavares) e Almir; Jefinho, João Vitor, Galhardo e Leandro Cruz (Lukinha); Luan e Rodriguinho (Pierre).

América: Thadeu; Belarmino, Pessanha, Douglas e Marlon; Anderson Künzel (Philip), Robinho, Alan Nascimento (Welber) e Leo Rocha; Tiago e Allan Barreto (Gleisson).

Cartões Amarelos: Edson, Luan e Paulo Henrique (GFC). Anderson Künzel, Léo Rocha, Marlon (AFC)

Cartão Vermelho: Luan (GFC)

Foto: Carlos Grevi


SINTONIZE AS

NOSSAS RÁDIOS

NO AR | Web Rádio Jovem Carioca