Com homenagem à bicampeão mundial, Trovão Azul fez barulho e virou



Com transmissão exclusiva e conjunta da Web Rádio Jovem Carioca com a Rádio Feliz, nesta quarta-feira (11), no complemento da quinta rodada do segundo turno do Estadual da Série C, o Paduano venceu, de virada, o Riostrense por 2 a 1 no estádio Nielsen Louzada, em Mesquita. Com o resultado positivo o Trovão Azul entrou na briga direta pela terceira vaga nos playoffs da competição. A equipe é a quinta colocada com dezessete pontos, dois a menos que o Tomazinho, que ocupa a terceira colocação do Grupo A. Já o time laranja, com cinco é o vice-lanterna do Grupo B, já eliminada da competição.

A partida frente ao Casimiro de Abreu, válida pela sexta rodada, foi adiada para o dia 2 de novembro. Assim sendo, o Paduano só voltará a campo no próximo dia 21, às quatro da tarde, quando estará enfrentando o EC Resende no de Los Larios, em Xerém. O Riostrense, neste domingo (15), às 16h, enfrentará o 7 de Abril também no de Los Larios.

Antes da partida, o Riostrense homenageou Jair Marinho, bicampeão mundial com a seleção brasileira, em 1962. Além do convite para o pontapé inicial, o Riostrense imortalizou a camisa número 12, não mais utilizando este número em alusão a sua escalação no escrete canarinho. Nascido em Santo Antônio de Pádua, sem dúvida alguma a partida entre as duas equipes foi a melhor ocasião para a justíssima condecoração a um dos atletas que ajudou a colocar o Brasil no cenário futebolístico internacional a partir das conquistas dos mundiais.

Precisando da vitória para se manter vivo na competição, o Paduano começou melhor. Mas, mesmo com o domínio das ações, o Trovão Azul tinha dificuldades para finalizar em direção à meta defendida pelo arqueiro Marcelo Cacau. A primeira chance veio aos 10 minutos, após cobrança de escanteio de Luquinha, que Ruan desviou na primeira trave e Clemente finalizou de voleio para fora. Aos 13, Tuzinho recebeu dentro da área, finalizou e Dyego Antunes salvou em cima da linha. Cumprindo tabela, o Riostrense se mostrava perigoso nos contra-ataques e abriu o marcador aos 28 minutos. Pela direita, Leo Januário avançou e cruzou. Kanu raspou de cabeça e deixou Paraíba na cara do gol e o atacante não perdoou, fuzilando a pelota no fundo do barbante. O Paduano sentiu o gol e não conseguiu produzir mais na primeira etapa, enquanto o Riostrense se postou bem no campo defensivo.

Na volta do intervalo, o time do Noroeste Fluminense não demorou para empatar. Com menos de um minuto do segundo tempo, Berrío cruzou da direita e Ruan, livre na área cabeceou pra fora. Aos 3, Tuzinho cobrou falta, a bola desviou na barreira e deixou o goleiro Marcelo Cacau em maus lençóis, sendo obrigado a se virar para praticar a defesa. Aos nove minutos, enfim, saiu o empate. Pela direita, o lateral Luquinha marcou gol olímpico.

A igualdade deu ainda mais ânimo ao Paduano, que pressionava. Aos 10, pela direita, Ruan experimentou de longe e obrigou Marcelo Cacau a praticar sensacional intervenção. Aos 18, Alemão roubou a pelota de Demerson e passou para Tuzinho, que não conseguiu completar para o gol, pois Marcelo Cacau interceptou a jogada. Entretanto, na disputa, o arqueiro do Riostrense se contundiu. Como a equipe não tinha goleiro no banco, Paraíba foi para a meta.

Conforme o tempo passava, o Paduano apertava mais para obter o gol da virada. Aos 23, pela direita, Luquinha cobrou falta pra área, a defesa afastou parcialmente, Romerito pegou o rebote e chutou forte no canto de esquerdo de Paraíba, que só olhou e rezou para a bola não entrar. Aos 30, foi a vez de Tuzinho desperdiçar, após invadir a área pela direita e bater cruzado pela linha de fundo. Aos 39, não teve jeito e o gol da virada saiu. Pela esquerda, Luquinha alçou na área, Romerito matou bonito, ganhou da marcação e bateu sem chances para o gol.

FICHA TÉCNICA

RIOSTRENSE 1 x 2 PADUANO

Local: Estádio Nielsen Louzada – Mesquita

Data-Hora: Quarta-feira, 11/10/2017 – 15 horas

Árbitro: Matheus Carneiro Torres

Assistentes: André Luis da Silva Segundo e Dyego Gianni Ramos

Riostrense: Marcelo Cacau (Jefferson Paulista), Léo Januário, Dyego Antunes (Victor Castro), Maycon Silva e Matheus Paixão; Gustavo, Demerson, Kanu e Willian Barba; Romarinho (Rafael) e Paraíba. Técnico: Glauco Carvalho.

Paduano: Igor, Berrío, Clemente, Afonso e Luquinha; Renan, Joca, Ruan e Alemão (Edmílson); Pano (Romerito) e Tuzinho (Maurício). Técnico: Bruno Pereira.

Cartão amarelo: Matheus Paixão e Victor Castro (REC). Tuzinho (PEC).


Posts recentes

Ver tudo

SINTONIZE AS

NOSSAS RÁDIOS

NO AR | Web Rádio Jovem Carioca